Destaque Estado do Pará e Região Polícia Política

É ordem do coronel: PM do Pará fica de prontidão e não sai dos quartéis, dia 7

É ordem do coronel: PM do Pará fica de prontidão e não sai dos quartéis, dia 7

O coronel Dilson Júnior, comandante-geral da Polícia Militar do Pará, determinou que a corporação em todo o estado – cerca de 30 mil homens – permaneça de prontidão nos quartéis, para evitar que muitos, como já foi identificado pelo serviço de inteligência da PM, compareçam às manifestações do dia 7 de setembro, em atos de apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

A prontidão, no dia 7, segundo determina o Boletim Geral, começa às 8 da manhã e se estenderá “até o necessário” e considera a necessidade de “eventual emprego de uma tropa reserva, em razão das inúmeras manifestações sociais marcadas para o dia em que se comemora a independência do Brasil”. Ou seja, até quem estiver de folga deve estar preparado para convocação.

Pelas redes sociais, grupos de militares paraenses falam abertamente em participar das manifestações, mesmo à paisana e dizem não temer represálias, porque alegam estar exercendo seus direitos como cidadãos brasileiros.

O promotor militar, Armando Brasil, porém, requisitou da Corregedoria da PM os planos de atuação para as polícias no 7 de Setembro, as ações de monitoramento de adesão aos atos e os instrumentos para impedir a utilização e o emprego de armas de fogo. Brasil alerta: ” a participação em tais atos pode configurar crime militar e transgressão disciplinar”.

“Esses pedidos objetivam a prevenção de práticas vedadas pela Constituição Federal, que veda a participação de militares das Forças Armadas e de suas forças auxiliares em manifestações políticas porque isso pode redundar em crimes de incitação à indisciplina, motim ou mesmo concerto para o motim”, afirma o fiscal da lei militar

Segundo Brasil, “basta haver a organização e o ato preparatório de paralisação, quebra de hierarquia ou depredação de órgão público que isso, por si só, é crime” e pode ainda levar à exclusão da força policial.

” alt=”” aria-hidden=”true” />

Notícias relacionadas

Vice-prefeito é acusado de ameaçar de morte Líder sindical em Novo Progresso

Edson Santos

STF determina afastamento de Aécio Neves do mandato de senador

Edson Santos

Suspeitos de homicídio em Jacareacanga são detidos pela Polícia Militar

Edson Santos