Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home » Estado do Pará e Região » Sem ação intensiva agora e no futuro, medidas paliativas na BR-163 são “enxugar gelo”, diz vice-prefeit

Sem ação intensiva agora e no futuro, medidas paliativas na BR-163 são “enxugar gelo”, diz vice-prefeit

Sem ação intensiva agora e no futuro, medidas paliativas na BR-163 são “enxugar gelo”, diz vice-prefeito

As chuvas mais intensas no Pará vão até os últimos dias de março e se não houver uma ação mais intensiva nos poucos dias de estiagem que costuma ter na região de Novo Progresso, vai se “enxugar gelo”. A situação, portanto, é assim: vão rodar os comboios parados, como no sábado, depois o tempo fecha e a paralisação continua.

No domingo os comboios não rodaram. Nesta segunda (4) também estão parados.

“Ao menos não está crescendo as filas”, disse há pouco o vice-prefeito da cidade por onde corta a BR 163, lembrando do fechamento da fronteira com o Mato Grosso para carretas que precisam fazer o trajeto aos portos do Arco Norte, Gelson Dill (MDB-PA).

Está-se discutindo nesse momento da segunda-feira (4), entre a Polícia Rodoviária Federal, a Prefeitura, o Denit e o Exército a possibilidade de se jogar uma massa asfaltica para dar mais aderência ao trecho mais complicado de serra, de cerca de 28 kms.

Dill estima que em toda a região, que compreende ainda Alvorada do Amazonas, 30 kms antes de Novo Progresso, devem ter mais de 2 mil carretas à espera da liberação das estradas – e da melhora do clima, naturalmente.

Diante da situação, com apenas 800 caminhões tendo rodado no sábado e com a instabilidade natural do clima amazônico – quando é mais comum as fortes e prolongadas pancadas de chuvas do que dias de estiagem – o Notícias Agrícolas não encontrou o representante da Prefeitura da cidade muito otimista.

“Todo ano é a mesma coisa. E não é só enxugar gelo agora, se não resolverem a situação de abril em diante, com a parada das águas, o ano que vem vai se repetir, ou seja, “continuaremos enxugando gelo”. Sobre se faltou recursos e se houve suspeita de desvios de recursos, desde que  começaram as primeiras licitações, ele disse não saber responder.

Mas concorda com a opinião de Edeon Vaz Pereira, presidente do Movimento Pró-Logístico, que em entrevista ao Notícias Agrícolas, disse que as licitações fatiaram em pequenos lotes a BR 163 e, com isso, várias pequenas empresas sem experiência ganharam pelo preços mais baixos.

Gelson Dill elogia a ação das autoridades nos últimos dias, especialmente da PRF, mas está aguardando o futuro para ver como fica a nova realidade.

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, garante que recursos serão destinados para as obras necessárias na BR 163, saiba mais clicando aqui 

Check Also

Duplo homicidio no bairro jardim santarem

Segundo informacoes do grupamento militar foi acionado para ocorrencia de duplo homicidio no bairro jardim …