Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home » Destaque » Globo Repórter exalta Santarém e Alter do Chão em programa levado ao ar na sexta-feira

Globo Repórter exalta Santarém e Alter do Chão em programa levado ao ar na sexta-feira

Globo Repórter exalta Santarém e Alter do Chão em programa levado ao ar na sexta-feira

O encontro das águas dos rios Amazonas e Tapajós foi um dos destaques do programa.

“Um paraíso que encanta os brasileiros”. Assim o apresentador e jornalista Sérgio Chapelin resumiu a atração do Globo Repórter da noite de sexta-feira, 29, programa que foi exibido pela TV Globo em rede nacional.

As belezas naturais de Alter do Chão e a culinária santarena juntamente com o encontro das águas dos rios Amazonas e Tapajós foram alguns ingredientes de Santarém que também fizeram parte do cardápio do Globo Repórter da noite de sexta-feira. Se juntaram ao pacote de atrações nossas florestas, nossas praias exuberantes e o maior aquífero de água doce do mundo, localizado em nossa vila balneária. Quem apresentou nossa cidade para todo o Brasil foi a repórter Tatiana Nascimento.

Dos seis polos turísticos do Pará, o Tapajós surge como um dos roteiros mais fascinantes. Um dos destinos mais conhecidos nessa região é Santarém, por onde o turista pode chegar por estrada, rio ou via aérea – o modal mais rápido. Do Aeroporto Internacional de Belém saem voos diários para a cidade e a viagem dura, em média, uma hora.

Entre os muitos encantos da “Pérola do Tapajós”, como é conhecida Santarém, está a praia de Alter do Chão, nome dado em homenagem à cidade homônima que fica em Portugal. Também chamada de “Caribe da Amazônia”, a vila balneária é uma das mais procuradas por turistas de todas as partes do Brasil e do exterior.

O acesso até a vila é feito pela PA-457, em um trajeto de cerca de 30 quilômetros, saindo de Santarém. A rodovia é asfaltada, o que garante maior segurança e rapidez no deslocamento. É possível fazer o trajeto de táxi ou de ônibus. A travessia da orla para a faixa de areia, que surge quando as águas do Tapajós começam a baixar, a partir do mês de agosto, é feita pelas catraias, pequenas canoas com capacidade para quatro pessoas.

Em setembro, é quando a ponta de praia fica mais visível e, dependendo da intensidade do estio, pode se estender por até dois quilômetros, proporcionando aos visitantes um cenário de rara beleza, que nesse período recebe centenas de pessoas atraídas pela fama do lugar.

Fonte: RG 15/O Impacto

Check Also

Polícia Civil prende 20 pessoas suspeitas de homicídio no Pará

Polícia Civil prende 20 pessoas suspeitas de homicídio no Pará A Polícia Civil do Pará …