Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home » Destaque » Falta de água atinge bairros em Novo Progresso- Falta de água pode ser levada ao Procon

Falta de água atinge bairros em Novo Progresso- Falta de água pode ser levada ao Procon

Falta de água atinge bairros em Novo Progresso- Falta de água pode ser levada ao Procon

Desde ontem moradores dos bairros Otavio Onetta e Jardim Planalto estão sem água nas torneiras -(Foto Ilustrativa)

Desabastecimento nos bairros de Novo progresso, entre no segundo dia. Código classifica serviço como essencial e prevê reparação de danos. População deve procurar órgão de defesa

Além das dificuldades do dia dia,  moradores dos  Bairros Otavio Onetta e Jardim Planalto , convivem hoje com uma outra dor de cabeça: a recorrente falta de água. Desde ontem, segundo denúncia de quem mora ou trabalha ali, falta água nas torneiras, isto não é primeira vez, quase toda semana há desabastecimento em pontos do bairro, que pode durar até três dias, para o desespero de muitas famílias e comerciantes. Em anos anteriores, inclusive, moradores têm contratado caminhão-pipa para driblar o transtorno e há pessoas que dizem, em desabafos nas redes sociais, ter gasto R$ 1,2 mil com esse tipo de serviço nos últimos dois meses. Além da carência de água, os consumidores afirmam que a indignação é maior diante da falta de informação repassada pela “Águas de Novo Progresso”

Moradores dos bairros do Jardim Planalto e Otavio Onetta , procuraram a Redação do Jornal Folha do Progresso para reclamar da falta d’água e da ineficiência da empresa responsável no município de Novo Progresso, eles  estão sem fornecimento de água desde quarta-feira (12).

Em Nota a empresa “Aguas de Novo Progresso” responsável pelo fornecimento de agua no município, informou que os técnicos da empresa  já estão trabalhando no local para resolver o problema , ocasionado pelas fortes chuvas – ouve problemas na tubulação que agua retornava gradativamente até as 12h00mn desta quinta –feira(12).

Até fechamento desta edição o fornecimento de água ainda não foi normalizado, as torneiras dos bairros citados continuam sem uma gota de agua, informou moradores.

Essencial

O Código de Defesa do Consumidor define os serviços de saneamento básico, como é o caso da água, como um bem essencial à vida humana, que deve ter fornecimento adequado e contínuo, além da garantia da efetiva reparação pelos danos causados pela falta do serviço. Segundo comenta o Procon-PA,  nesses casos, a companhia tem a obrigação de informar o que está ocorrendo na região.[A falta do procon em Novo Progresso pode ser substituído pelo Ministério Público]

FIQUE ATENTO

Veja quais são as recomendações da Associação Brasileira do Consumidor (Proteste)

Procure o órgão do consumidor regional se ficar sem água por muitas horas e não conseguir tomar banho, lavar louça ou roupa, usar o banheiro, cozinha, entre outros

Falhas no fornecimento deverão ser compensadas com descontos na conta

A suspensão no fornecimento só poderá ocorrer nos casos em que seja necessário efetuar reparos, modificações ou melhorias nos sistemas, e em situações de emergência

Cabe ao prestador do serviço informar aos usuários sobre a interrupção com antecedência. A exceção fica por conta dos casos de emergência

Se houver a suspensão do fornecimento, o consumidor tem o direito de pleitear reparação pelos prejuízos sofridos e requerer o abatimento nos valores pagos ou ressarcimento do que gastou para suprir a falta de água

As companhias têm o dever de cumprir o Decreto 6.523/2008, conhecido como Lei do SAC, que estabelece que as ligações devem ser gratuitas e as opções de contato com o atendente e reclamação devem constar na primeira mensagem eletrônica

As informações solicitadas pelo consumidor devem ser prestadas de imediato e as queixas têm que ser resolvidas dentro de cinco dias úteis a partir da data do registro

Por Redação Jornal Folha do Progresso

 

Check Also

Ibama embarga oito mil hectares em Mato Grosso e aplica multa de R$ 37 milhões

Agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis com apoio da …